quarta-feira, 23 de agosto de 2017

EXORTAÇÃO OU ENXOTAÇÃO?

                                                                                                                                              


       
          Exortação ou Enxotaçāo?





                Tenho visto em alguns lugares pessoas usarem do momento da palavra ou mesmo de uma saudação para "exortar " o povo. Todavia, são exortações carregadas de religiosidade, carnalidade, crueldade... sempre focando usos e costumes ou "santidade".                                                                                    Tem gente que "bate" na igreja  com força. Descarregam suas iras com toda força.                                                                                                           Mas, o que é exortar? No grego vem a palavra "parakaleo". E significa : chamar próximo, implorar, suplicar, induzir, advertir, persuadir, aconselhar.  Pelo significado da palavra já percebemos que tem algo de errado nas exortações em nossas congregações. Porque elas não são carregadas de amor e misericórdia; mas de crueldade  e ódio. Exortar é chamar misericordiosamente alguém com firmeza e amor para restaurar, levantar...                                                                                                          Portanto, exortar não tem nada a ver com espancamento; ou como dizem alguns erroneamente dar "cajadadas".                                                                                                                                         Paulo falando de alguns dons e menciona o dom de exortar. "Ou que exorta, use esse dom em exortar. " (Rom. 12:8). Logo, exortar não é pra todos; cabe melhor para quem é usado com o dom.  

              Tem muita gente machucando congregações na alma com palavras duras e tolas.                                     Exortação sem a graça do Espírito não passa de enxotaçāo (enxotar) que entristece, agride e afasta. Cabe aos pastores terem mais cuidado ao passar a palavra a certas pessoas. Alguns imaturos na fé acham que autoridade na palavra é bater no povo... em favor de uma santidade geralmente doentia ou crença equivocada. Exortação em amor edifica, restaura e levanta. Exortação do Espírito produz vida!


            Ti exorto a pensar nisso! 😂😂😂 ✍📖💎

             

sexta-feira, 30 de junho de 2017

ENTÃO JEJUARÃO NAQUELES DIAS

     
        O jejum é uma fonte secreta de poder e libera o sobrenatural de Deus. 
Nessa apostila eu falo do por que jejuar, benefícios espirituais e físicos do mesmo. Abordo sobre jejuns prolongados como pratica-los. 
        O jejum quando praticado em condições adequadas é absolutamente seguro e não tem nada a ver com passar fome.
         Se queremos crescer espiritualmente e entrarmos em níveis maiores de unção precisamos jejuar também. 


        ADQUIRA ESSE MATERIAL!



CONTATO: josenildo.edificar@hotmail.com, WhatsApp: 75-982719672

terça-feira, 6 de junho de 2017

Robocop dos Emirados Árabes

     
  Os Emirados Árabes Unidos agora tem o primeiro policial robô do mundo, patrulhando as ruas de Dubai.  Revelado durante a GISEC (Gulf Information Security Expo and Conference), feira que aconteceu entre os dias 21 e 23 de maio, a máquina - logicamente chamada de Robocop - tem 1,70 e aproximadamente 100 quilos.... 
         Khalid Nasser Al Razzouqi, diretor de serviços inteligentes da polícia de Dubai disse: "Nosso objetivo é ajudar as pessoas nas ruas e nos shoppings; o Robocop é a última adição inteligente ao nosso departamento e ele foi desenhado para nos ajudar a combater o crime, deixar a cidade segura e elevar a felicidade do povo.
          Os planos do governo é de que, até 2030, 25% da força policial dos Emirados Árabes sejam compostas por estes oficiais eletrônicos.

Fonte: uol

domingo, 4 de junho de 2017

O mal, a origem.



      A questão do “mal” está entre as mais difíceis de chegar a um consenso
na história da teologia. Existem muitas teorias sobre a origem do “mal”.
         O que é o mal? Mal é privação ou perversão de algo bom. Ele tem a ver com impedimentos da realização do que é bom e também com a alteração intrínseca do que é bom. No mal há sempre uma ausência do que é bom, pois essa é a sua essência.
         O mal teve origem nas criaturas de Deus. A evidência bíblica é de que o mal começou no exercício da vontade livre de seres pessoais, criados por Deus. Primeiro Satanás e os demônios, depois os homens.
         A Bíblia apresenta o diabo como agente do mal. Ele tomou a ideia do mal (mal potencial, possibilidade) e decidiu tornar-se o agente dele, transformando-o em mal real. (Is. 28:1-19)
         O diabo é chamado de “maligno”. (Mt. 13:19; Ef. 6:16).
         O primeiro homem, tentado que foi pelo diabo; caiu, e o mal entrou no mundo. (Rm. 5:12-19).
         Na origem do mal, encontramos o orgulho, a soberba (I Tm. 3:6) despertada no íntimo do ser pessoal, diante uma situação de privilégios concedidos por Deus e um distanciamento psicológico crescente do homem com o Criador.
         A liberdade de escolha do homem era um bem em si, criado por Deus... Este, não criou o mal. Criou apenas seres dotados de personalidade, privilegiados e com responsabilidade, que poderiam usar erradamente sua vontade na escolha fundamental: viver sujeito a Deus ou independentemente d’Ele.
         O mal pode ser potencial – Irreal, existe no campo das ideias ou imaginação. O mal também pode ser real – existe de fato, conduz a privação ou perversão do bem.
         O mal também pode ser “moral”. É aquilo que se opõe ao caráter de Deus (pecado) e é sempre causado por agentes morais (anjos ou homens).  
         O mal também pode ser “natural”. É praticado pela natureza, como terremotos, doenças, ferimentos, ataques de animais, etc. A dor física e a angustia mental do sofrimento podem ser classificados como mal moral ou mal natural dependendo da causa.

Deus não criou o mal

1)   Deus é tão puro de olhos que não pode ver o mal. (Hc. 1:13)
2)   Deus não pode mentir. (Tt. 1:2)
3)   Deus não pode negar-se a si mesmo. (II Tm 2:13)
4)   Deus não pode ser tentado pelo mal. (Tg. 1:13)
5)   Deus é luz e n’Ele não há trevas nenhuma. (I Jo. 1:5)
6)   Deus é santíssimo. (Ap. 4:8)
7)   A criação original de Deus foi perfeita. (Gn. 1:31)

      Deus não criou o mal. Este é repugnante para Deus e objeto de    Sua condenação.

Qual o mal que Deus “cria”?

                  A Bíblia diz que há uma espécie de mal que tem sua origem em Deus. (Is. 45:7; 63:17; Mq. 2:3). No hebraico a palavra usada para mal aqui é: ra’a’ (mal, aflito, entulho, bom, nada ruim). Está relacionado a calamidade ou punição. É o oposto de paz.
                  Naturalmente, não se trata do mal moral, este, é algo contra a Sua santidade, justiça e bondade. O mal que Deus cria são situações adversas na vida e no mundo das pessoas pecadoras, como punição do mal moral, coibindo assim sua proliferação, para restaurar o equilíbrio da ordem moral no universo. Esta é uma maneira que Deus usa para levar o transgressor a refletir e a chegar ao arrependimento. Neste “mal” criado por Deus, Sua “severidade” esta mesclada com Sua “bondade”. (Rm.11:22).

                  Se você questionar sobre:  por que Deus então permitiu o mal moral? Certamente será uma pergunta muito difícil de se responder satisfatoriamente. Contudo, Deus que é sabedoria plena, reverterá o mal em bem maior. Nossa fé nos impulsiona para a eternidade onde o mal não mais existirá. 

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Curso de instalador solar e como montar um negócio de energia solar

               
  ENERGIA SOLAR - INSTALADOR SOLAR DE ALTA PERFORMANCE é mais que um curso É um programa de aperfeiçoamento contínuo para instaladores, técnicos e empreendedores que querem entrar ou se aperfeiçoar no mercado de ENERGIA SOLAR. Hoje, a energia solar é uma excelente solução para pessoas ou empresas que procuram economia na conta de energia e o mercado está em ascendência e a procura por profissionais capacitados para realizar instalações está alta e continuará crescendo.
UM CURSO COMPLETO E ACESSO A DIVERSAS PALESTRAS TOTALMENTE DE GRAÇA. Todas as palestras e seminários que tivemos acesso está sendo disponibilizada, totalmente de graça, como Bônus para você. As palestras e seminários fara com que você alcance a alta performance no mercado de Energia Solar Fotovoltaica. Se você quer entrar no MERCADO DE ENERGIA SOLAR ESSE É O CURSO. Você poderá fazer esse curso mesmo que esteja começando do zero

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS!


segunda-feira, 29 de maio de 2017

NINGUÉM EXPLICA DEUS (uma ressalva)




         “A glória de Deus é encobrir o negócio, mas a glória dos reis é tudo investigar.” (Salmos 25:2)


            A Bíblia é um livro para ser lido. Contudo, não devemos ficar apenas com uma leitura devocional ou passiva; podemos ir mais além: meditando em suas palavras, examinando, pesquisando e investigando-a. Deus se agrada quando nos debruçamos em Sua Palavra e nos aprofundamos nela.
            Você tem ideia do trabalho de um investigador?
·         1) Ele tem olhos treinados para enxergar detalhes (e até usam lupa, binóculo...)
·         2) Usam a lógica para entender casos. Não ficam dando saltos ilógicos ao pensar no problema.
·         3) Procuram prestar atenção a tudo o que está acontecendo.
·         4) Desenvolve meios para achar informação.
·         5) Ele faz perguntas...
·         6) Ele faz anotações...   

                                                                                                            

Não saberemos tudo sobre a Bíblia (sobre Deus), entretanto, dentro dos temas que estudarmos poderemos ter muito conhecimento e revelação. 
Sim o Eterno é infinito em glória; "ninguém explica Deus" como diz aquela música. Os seres criados jamais saberão tudo sobre o grande EU SOU. Contudo, isso não é uma isenção para os estudos e pesquisas dedicadas. Alguns irmãos parecem ter aversão aos estudos e teologia. Eles desconhecem fatos bíblicos e história da Igreja relacionados a pessoas estudiosas e cheias de conhecimento que foram peças chaves e muito influentes como: Moisés, Daniel, Isaías, Lucas, Paulo, Lutero e outros. Saliento que o saber não é tudo em si, porém, é necessário e tem o seu lugar.  Deus não fica chateado pela busca e dedicação em conhece-lo. 
Conhecer a Deus é o maior projeto de vida! Conhece-Lo fala de relacionamento, Mas, o estudo é incluído aqui.  
Para aqueles que buscam o aprimoramento para o serviço na congregação clique no linque abaixo:

  


sexta-feira, 26 de maio de 2017

CURSO DE VIOLÃO ONLINE



Este curso de violão online foi desenvolvido especialmente para INICIANTES e o grande diferencial está em sua METODOLOGIA, que baseia-se nos TRÊS PILARES DA APRENDIZAGEM (Percepção – Assimilação – Fixação) e nas formas de aprendizagem VISUAL, AUDITIVA E TÁTIL do aluno. Ao todo são 10 capítulos, contendo mais de 110 vídeo aulas e cerca de 30 músicas para aprender a tocar. O conteúdo do curso, basicamente, é: - Os principais acordes do violão - As principais batidas e ritmos (reggae, pop, rock, guarânia, sertanejo, entre outros) - Acordes com pestana (a partir do 5º capítulo) - Dedilhados (bônus – capítulo especial) - Técnica especial e exclusiva para aprender os ritmos! - Você vai poder aprender músicas de Jota Quest, Skank, Legião Urbana, Frejat, Nando Reis, Zé Ramalho, Almir Sater, Sérgio Reis, O Rappa, Nei Matogrosso, entre outros. Este conteúdo corresponde a mais de um ano de aulas em uma escola de música. E você pode assistir quantas vezes quiser!  

Garantia de trinta dias! (clique aqui para saber mais)

domingo, 21 de maio de 2017

ENSINA-NOS A ORAR

         
Os nossos desafios são enormes no que dizem respeito a levar uma vida de oração. Tudo ao nosso redor parecem conspirar contra uma vida de oração profunda. Temos tudo para nos acomodar com a vida que levamos. Dispomos do nosso trabalho para manter as despesas pagas, fazemos nossos cursos para nos preparar melhor face às exigências do mercado e mundo capitalista, recorremos aos médicos e remédios em caso de doença; se o casal tem dificuldades para gerar filhos procura na medicina os meios de fertilização; mesmo o homem do campo busca nos centros de pesquisa meteorológica as condições do tempo para uma boa plantação. Na falta de dinheiro recorremos as várias linhas de crédito que os bancos nos oferecem.
            Os nossos templos são confortáveis. Boas cadeiras, ar-condicionado, som e instrumentos de qualidade, telão para projetar textos e imagens, etc. Temos músicos bem dotados, salas de reunião para jovens e crianças, gabinete pastoral... Tudo isso é benção... Mas todo esse conforto e condições favoráveis podem se tornar entraves e gerar maldição se não houver quebrantamento, humildade, busca sincera a Deus e dependência total dele.
 Para ser um pastor, hoje em dia, basta fazer um curso teológico. Fez o seminário e pronto; o cara já é chamado pastor. O santo ministério termina sendo levado para a esfera profissional. Nada contra seminários (ele tem o seu lugar), eu tenho dois cursos e me sinto feliz por tê-los feito. Mas, tenho certeza do meu chamado porque ele veio diretamente de Deus. Eu não “ouvi um assovio”. O Pastor José Belarmino do Monte (já falecido - professor de Teologia e outras disciplinas no Seminário Batista do Nordeste) dizia que “o camarada ouvia um assovio e pensava que era um chamado de Deus para o ministério”. No meu caso, ouvi realmente o chamado ainda criança.
            Digo o isso para que entendamos que toda essa estrutura tecnológica – cientifica e religiosa é favorável ao abandono da oração. Orar é visto como um “não fazer nada”. Então, argumentamos ainda que inconscientemente: “Porque orar se eu posso fazer tudo sozinho?” Nosso estilo de vida nesse século XXI reflete claramente a ideia da independência e presunção. Já ouviu aquela frase: “Tem que correr atrás”? Isso é um sinal muitas vezes, que não contamos ou não levamos em conta a vontade do Senhor. Nós mesmos vamos à busca do que queremos porque “sabemos” o que queremos. Nós nos bastamos. Somos uma geração antropocêntrica, o homem está no centro e no comando de tudo. Eu penso que Deus vai abalar essa geração e nos mostrará que as coisas não são bem assim.
            Os homens bíblicos buscavam ao Senhor constantemente. Eles estavam sempre em oração. Queriam conhecer mais a Deus bem como ter dele direção para a vida. E, por isso marcaram a história humana. O que nos faz pensar que podemos caminhar sem a prática da oração? Somos melhores do que eles em que?  Sim, Temos a Tecnologia e possivelmente, o que nos diferencia deles hoje é a ciência super avançada. Mas e daí? Possivelmente diferimos deles no fato de que podemos pecar de forma mais sofisticada. E isso é algo muito sério e estarrecedor porque vivemos Sodoma e Gomorra em proporção universal. Tal situação deveria nos levar aos pés do Senhor Jesus com muito temor e tremor. Dispomos de toda essa parafernália tecnológica para também fazermos as coisas mais absurdas e imundas sobre essa terra, como: Aborto, pornografia, pedofilia, idolatria, disseminar mentira engano, racismo, ódio, preconceito, etc. Nada contra a tecnologia e coisas modernas. Elas podem e devem (ou deveriam) ser utilizadas para o bem. Entretanto, o mal tem usufruído de forma avassaladora desses instrumentos modernos.
            O que eu quero dizer é que o homem do século XXI continua sendo humano e pecador; portanto, precisando desesperadamente de Deus. Até o tema “pecado” hoje em dia tem sido levado para a relatividade. Pecado tornou-se assunto para se ficar filosofando e levando para o relativismo. Ou seja; O que é pecado pra mim, pode não o ser pra você; e então bla, bla, bla...  Alguns chegam a afirmar enfaticamente que não existe pecado. Percebem para onde tem caminhado essa geração?
            E o povo que se diz crente ou evangélico, como está? Se o escritor Pr. Caio Fábio já dizia no século XX (década de 80 a 90) que aquela geração era uma geração que havia “desaprendido a orar”, podemos dizer que essa geração do século XXI não aprendeu a orar. Mas, se quiser, pode aprender a orar sim. E creio que orará como nunca uma geração orou. É lamentável o que vemos em nosso meio. A oração tem sido relegada a um ato meramente religioso, destituída de vida e poder. Consequentemente, sofremos muitas percas pela falta dela na vida dos crentes. A igreja tem sido vencida pelo pecado, ela tem perdido o gosto pela Palavra; a verdadeira adoração tem sido trocada por shows gospel e dublagens, o evangelho pregado hoje tem sido meramente oferecido como mercadorias (bênçãos), ou seja, a fé mercadejada. Logo, temos em nosso meio um povo interesseiro naquilo que Deus pode dar ao invés de termos pessoas querendo se arrepender de seus pecados e se voltar para o Deus Vivo!
            Se não há oração, falta poder e autoridade espiritual. É notória a falta da presença de Deus em muitos lugares. A solução encontrada por certos “ministros” para justificar a ausência da unção do Espírito Santo é recorrerem a certos “truques”. Usam os expedientes mais absurdos tais como: correntes com títulos tirados da Bíblia. Fazem campanhas utilizando apetrechos como: rosas, água, óleo, balas (bombom) “ungidas”, vassouras “ungidas”, tapetes “ungidos”, etc. Tudo isso para fazer o povo motivado a participar de tais reuniões. Todos os dias fazem festinhas nessas igrejas (dizem que nosso povo é festeiro). Então, tome-lhe festa nas congregações. Festa das crianças, festa das senhoras, festa do grupo de louvor, festa da rede de homens, festa dos diáconos, festa do aniversário do círculo de oração, e lá vão eles com tantos “festejos”; afinal, tem que criarem motivos para reunir o povão. Deus não é mais o motivo dos cultos em muitos ambientes. Convidam atrações gospel: Cantor (a) de renome, ou um ex-bruxo, ex-gay, ex-ladrão (tem que ser um ex-alguma-coisa para dar público). Instalam equipamento de luzes e fumaças nos púlpitos, etc. A imaginação de alguns líderes vai longe quando se trata de criar situações para ganhar vidas e prende-las em suas denominações. Porém a presença de Deus não está mais nesses lugares. A mulher de Finéias colocou o nome do filho que acabara de nascer quando a arca da aliança foi levada de Israel: Icabô que quer dizer sem glória, sem presença de Deus. Quando Deus não está tudo morre. Sem a presença d’ELE o culto não passa de mero ritual religioso... (I Sam. 4: 18-22).
            A simples fé na Palavra de Deus não é mais suficiente no meio gospel. Precisamos voltar às Escrituras rapidamente e sair dessas invencionices e truques carnais que não levam a nada!
             Acredito que precisamos nos envolver mais com o Espírito Santo, orando como de fato a Palavra nos mostra, e entrarmos naquele lugar em Deus onde tudo é possível.  Quando ELE está presente não precisamos de truque nenhum.

            Os discípulos não pediram a Jesus para ensiná-los a pregar, fazer o grupo crescer, curar ou fazer milagres. Eles pediram: “... Senhor ensina-nos a orar...” (Lucas 11:1). 

(Essa é uma parte da minha apostila "Língua de Oração").