terça-feira, 21 de abril de 2015

ORAÇÃO EM LINGUAS

 Seminário VIDA NO ESPIRITO
“Oração em línguas”
Pr. Josenildo Carlos N. Ferreira

Temos aqui os tópicos do que foi ministrado no Seminário e estudo bíblico “Vida no Espírito” bem como os textos bíblicos para que você possa estudar tirando dúvidas, e ser mais consolidado (a) no ensino que recebeu. Que o nosso ABA (PAI Eterno) continue ti abençoando muito.

São João 3:7,8 – Jesus conversa com Nicodemos e dentre outras coisas diz que os nascidos de novo é como o vento. O vento é um milagre; não o vemos, mas o percebemos agindo. Não sabemos de onde vem, nem para aonde vai. O nascido de novo tem um novo espirito. Não pode ser visto, mas está lá, a obra miraculosa da regeneração que foi realizada pelo Espirito Santo no intimo daquele que creu.
- Os filhos de Deus são chamados para viverem no Espirito.
- O que Deus criou primeiro no homem foi o espirito. (Zacarias 12:1; Jó 32:8; Eclesiastes 12:7).
- Ao formar o boneco de barro Deus injeta (o termo bíblico é soprar) o seu gene que é a unidade funcional da hereditariedade no homem. Deus introduz a vida espiritual e biológica.
- Adão, antes do pecado, estava 100% conectado com Deus, com o pecado, veio logo a morte espiritual o distanciamento do Pai.
- O que herdamos de Adão? Herdamos o corpo físico, a alma (vontades, mente, emoção e ainda “de quebra”, um espirito separado de Deus – morto.
- Nascemos com toda essa carga ...  Romanos 5:12.
- Vivemos no nível adâmico... Romanos 6:12
- Adão tem a ver com a velha natureza, o velho homem; separado de Deus.
- Quando vivo com ira, ódio, fofoca, maldizendo, murmurando, adulterando, mentindo, preguiçoso, roubando, no vicio, ressentido, magoado, briguento, rixoso, avarento, acusando, debochando e etc. É o “Adão” em mim.
- O conselho divino (Pai, Filho, Espirito Santo) decidiu que um dos membros da Triunidade deveria dar a sua vida para salvar a raça humana deste estado de morte. Anjos e muito menos o próprio homem poderia fazer essa obra. (Atos 2:22-24).
- O que trouxe ou gerou a queda de Adão para os seus descendentes? Todas as mazelas que temos e vemos a nossa volta. Mas, a obra de CRISTO trouxe a vida. Romanos 5:12 -21.
- A natureza adâmica foi vencida por Cristo, não precisamos viver dominados pelo pecado (por Adão). Romanos 6:1 -6)
- Por que pecamos? Pecamos por habito, pecamos porque cedemos ao pecado. “Não reine, portanto o pecado” – O pecado não pode mais nos governar ditando o nosso comportamento e estilo de vida. Romanos 6:12,13.
- É muito fácil andarmos com as velhas desculpas: “carne fraca”, “cair é do homem”, “foi o diabo”. E assim seguimos sem uma vida profunda com Deus. Seguimos anos e anos com um evangelho arrastado, mecânico e religioso que não causa impacto algum na sociedade. Não foi assim com a igreja primitiva. Os apóstolos do Cordeiro e Paulo sacudiram aquela época. E nós? Chega de vivermos choramingando e vencidos pelo pecado; sendo motivo de piadas.
- Jesus disse que a carne é fraca, mas antes diz que: “na verdade, espirito está pronto...” (Mateus 26:41). A obra Já foi feita no seu espirito, já está pronto, está consumado. Vamos então “extrair” da vida de Deus no nosso espirito regenerado pelo Espirito Santo.
- Cristo crucificou o nosso velho homem com ele, e depois o sepultou com ele para que possamos viver uma nova vida. Só precisamos tomar posse dessa nova vida. Efésios 4:21 -32 e Colossenses 3:1 -10. A obra foi completa.
- Diz a palavra: “Mortificai os vossos membros...” Como mortificar a carne?
- Deixando a vida do NOVO HOMEM EM Cristo fluir.
- Onde está a nova vida em mim? Onde aconteceu o milagre do Novo nascimento? No meu espirito!!!!!! Aleluia!!!!!!!!!    Gálatas 5:16
- “Andai em Espirito”. Posso andar no Espirito praticando a oração no espirito ou aumentando o volume (quantidade e qualidade) de oração no espirito.
- Nossa alma adâmica quer orações rápidas, superficiais. Somos uma geração que desaprendeu a orar. Precisamos voltar as Escrituras urgentemente!

- Deus já nos deu os recursos para que possamos ter uma vida no Espirito.
- Um deles chama-se: Oração em línguas.
- Todo reino tem um idioma. Ex.: Reino Unido, o idioma é o inglês.
- Nós nascemos de novo e pertencemos ao Reino de Deus. São João 3: 3 e 5
- O idioma desse Reino é: LINGUAS.
- Quando nascemos de novo, somos batizados no Espirito Santo, portanto, as línguas já estão no espirito do nascido de novo.
- Ao nascer naturalmente no Brasil recebemos o idioma português, ao nascer no Reino de Deus recebemos as línguas do Reino. Quem no-las dá? O ESPIRITO SANTO.
- O dom de línguas na igreja ainda iniciante (ou primitiva) era praticado constantemente. I Cor. 14:26 – 30, 39.
- Esse dom foi sendo abandonado, abafado. A religiosidade e conformidade com o sistema mundano ensinaram a igreja que bastava orar no idioma natural ou nas reuniões da igreja. Pronto, era o suficiente.
- Interessante que em épocas de avivamentos este dom vinha à tona, porém, logo se esfriava novamente. Penso que foi uma estratégia maligna para que houvesse pouco avanço da igreja.
- Se a igreja nos seus primeiros anos tinha um problema por falar DE MAIS em línguas; nós temos um problema que é o falar de menos.
- Existem ministérios que tem aversão às línguas, não aceitam. Dizem que foi para o tempo dos apóstolos. “Não é necessário falar em línguas nos nossos dias”, dizem eles.

O dom de línguas tem pelo menos cinco operações
Vamos ver apenas 02 tipos por agora:

01 – Língua como sinal para o incrédulo: I Coríntios 14:22
         A pessoa fala em uma língua que não aprendeu e o ouvinte o entende.
Exemplo: O menino judeu que foi ao culto convidado pelo coleguinha cristão e a irmã que não sabia hebraico, fala em línguas na reunião. E depois, o menino judeu foi saber do pastor se alguém ali sabia falar hebraico. Porque a mulher havia dito em hebraico que era para ele aceitar a Jesus, que ele era o Messias. A irmã era uma lavadora de roupa que mal tinha estudado. Aleluia! É assim que Deus faz.
Exemplo: As pessoas ouvem na língua materna, apesar de a pessoa falar em outro idioma. Veja Atos 2: 7 – 13.

02 – Línguas para edificação

É a língua com a qual nos edificamos, construímos e nos fortalecemos em Deus. I Coríntios 14:04.
No grego a palavra edifica é: oikodomei que significa: construir. É a língua com a qual nos construímos em Deus.
- Essa língua não pode ser interpretada.
- Quando Deus quer que as línguas sejam interpretadas então Ele dará “tipos de língua” ou “variedades de línguas”. (I Cor. 12:28).
- Nas línguas para a edificação aquele que fala entra em conexão direta com o trono da graça. I Cor. 14:02.
* Essa prática faz crescer a fé e a vida espiritual.
* Coloca a pessoa em comunhão direta com Deus por meio do Espirito Santo ultrapassando a capacidade da mente.
- Diz o texto que: “em espirito fala de mistérios”, portanto, não é para ser interpretado.
- Os mistérios que oramos não são mistérios para Deus. Os mistérios são para nós. Os mistérios que dizem respeito a “Cristo em nós esperança da glória”. (Colossenses 1:27)
-Ao orarmos em línguas o máximo de tempo que podermos, vai sendo inserido e/ou ativado no nosso intimo mais da vida de Deus. Quando oramos em línguas estamos propiciando que desabroche mais e mais da personalidade e caráter de Cristo em nosso ser.
- Haverá mudança e crescimento espiritual. Prepare-se para o sobrenatural e para ser usado (a) pelo senhor.
- Não se trata de abandonar a oração que vem da mente (em português) devemos orar assim também. Entretanto, podemos nos aplicar mais a oração em línguas.  Os nascidos de novo em Cristo têm as línguas do Reino em seu espirito; só precisam falar, ou seja, ora-las.  I Cor.
- Nos cultos públicos, nas casas, com visitantes devemos nos conter por uma questão de prudência e orar em português. I Cor. 14:15 e 19
- Orar em línguas é uma prática que pode ser regulada. Não é preciso gritar para chamar atenção nem agir de modo excêntrico e espalhafatoso. Às vezes você pode ficar apenas sussurrando para não incomodar quem estiver ao lado dormindo em casa ou ouvindo a palavra no culto. I Cor. 14:28.
- Paulo tinha essa prática e falou com autoridade para colocar ordem no seu uso na igreja. Ele disse que não era para proibir as línguas, mas que houvesse ordem no culto. I Cor 14:18 e 39.
- Oração em línguas não é para dizer que você é o mais espiritual ou o mais dotado da congregação. É porque você é tão necessitado quanto os demais e você reconhece isso.
- Orar as palavras que vem da mente é benção. Porém, é limitado e superficial. Se eu posso “otimizar” minhas orações então por que não? I Cor. 14:14 diz que meu espirito ora de fato ou o  meu espirito está em oração.
- Esse processo de edificação é espiritual, não é produzido pela mente. Por isso Paulo diz que o entendimento fica sem fruto. A solução encontrada por Paulo foi: “Orarei com espirito, mas também orarei com o entendimento...” I cor. 14:15 Você pode unir os dois e manter um equilíbrio.
- Observação: Este processo é de edificação em Deus. Saiba que o Espirito poderá descontruir em você algumas estruturas carnais, enganos, vícios, religiosidade, palavrões, etc. Talvez você se sinta desconfortado porque o Espirito Santo poderá ti mostrar áreas que precisará de mudança. Esteja pronto. Eu comparo isso a uma campainha ou sirene que tocará bem forte dentro de você para buscares mais santidade e concerto na sua vida com Deus. Sua vida não será mais a mesma!
- Orar em línguas é como um carregar a bateria espiritual. Então, mãos a obra!
- Os demais dons se manifestam quando o Espirito Santo quer. As línguas para a oração pode ser praticada quando o crente quer. Em casa, nos afazeres, dirigindo o carro, andando, ao banho, etc.
- É você quem ora. Paulo disse: “Orarei”. I Cor. 14, 28
- O nível de entendimento e sensibilidade espiritual aumentam quando dedicamos longos períodos em oração em línguas.
                   Lembre-se: Aquele que ora em línguas é edificado: Só um edificado pode edificar outro. Talvez tenhamos uma igreja hoje tão infantil, estrambelhada e inventando truques para ganhar pessoas porque muitos que a lideram não estão se edificando em Deus.


Conclusão:

            Precisamos muito orar em línguas. Não é só por causa do nosso  chamado ministerial. É porque  queremos estar mais sensíveis a presença do nosso ABA e REI. Queremos desfrutar de mais comunhão com Ele.
            Estamos cansados desse evangelho diluído na igreja. Não podemos nos satisfazer com essa situação que vive a igreja. São tantas pessoas vazias do Espirito. É de doer o coração!
            Ajude-me em suas orações, por favor. E que venha o fogo do reavivamento do Espirito sobre nós!!!
            Leia a sua Bíblia, medite na Palavra, tenha sempre um som com louvor, e a medida do possível pratique jejuns.
            Que Deus ti abençoe!
Se quiser cooperar voluntariamente com oferta missionária para mantermos o aluguel de um salão da “Comunidade Edificar” no bairro Feira IX e ganharmos vida para serem edificadas em Cristo aqui em Feira de Santana – Ba, deposite sua oferta em nome de: Josenildo Carlos Neris Ferreira, Banco: Caixa Econômica Federal, Agência : 068-0, Operação: 023, Conta: 00030176-0.
Ou faça contato:
(75) 8271-9672(claro);  (75) 9127-7157(tim) ou E-mail.
Independente de sua oferta financeira, não deixe de interceder por nós junto a Deus!



Nenhum comentário:

Postar um comentário