domingo, 30 de outubro de 2011

SEDE DE PODER

                              Poder espiritual, poder mental, poder político, poder monetário, poder... A igreja foi incentivada ao longo da história a buscar o poder do Espírito Santo - o que é bíblico e cuja a meta é glorificar a Deus. Porém, quando falamos de poder aqui não queremos nos restringir ao poder-unção .  É  válido uma análise abrangente sobre o tema.
                               Você já observou como o poder é buscado de forma tão ávida pelo homem?  Mas,  para que o poder? Qual o objetivo em possui-lo?  Qual a motivação de tê-lo?
                                O que o poder dá?  Certamente ele concede muitas coisas como:   notoriedade, fama, regalias, múltiplas escolhas, acesso a vários locais, trânsito-livre, autoridade e por diante... O poder torna quem o possui um deus. O Diabo disse a Eva "...sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal." (Gen. 3:5). Puxa vida! Ser como Deus? Ser Poderoso... Eu quero isso! Por que não? Quero poder. Não foi com essas palavras, mas, Adão e Eva optaram por experimenta-lo.
                              Entretanto, a   humanidade tem provado desde o principio que não sabe lidar com o poder. É uma questão de coração. O coração do homem é desesperadamente corrupto. Uma coisa é quando um irmão é levantado a diácono, e  outra bem diferente é quando em seguida ele é   ungido a pastor (muitas vezes  seria melhor deixa-lo  um ótimo diácono;   visto que quando  tornou-se  pastor ficou um sujeito péssimo). Muitos dirigentes de louvor cantam com paixão nas grandes reuniões onde reúne uma multidão. Mas não se dispõem a ministrar o louvor no culto em um lar porque lá só tem uma meia dúzia de gente.
                                  Seja sincero, para que você quer tanto dinheiro, título, cargo, diploma, unção, dons, empresa, igreja para pastorear...?
                                   Devemos ter em mente que o poder pertence a Deus! O poder em nós é de Deus. Portanto, chega de tanto exibicionismo e vaidade. Fico indignado com tanta gente "tirando onda" (perdoe-me a gíria) por serem usados com os dons do Espírito Santo. Esses "ungidos" tem atitudes arrogantes porque o poder lhes sobe a cabeça.
                                   Note que é comum nos grandes "poderosos"  a megalomania (mania de grandeza). Eles tem de expressar o poder de uma forma ou outra.  Constroem palácios, torres, templos, pontes, viadutos, estátuas, etc. Querem ser admirados, vistos, aplaudidos, lembrados. Veja a história dos reis, faraós, Césares e dos Herodes. Outra coisa: os "poderosos" se consideram os "tesudos(as)" do pedaço. Só pelo fato de estarem exercendo algum tipo de influência  seja espiritual, política, monetária... É muito comum que eles tenham vários casos amorosos. Sentem-se como que irresistíveis e dominantes. Já observou  a mania dos anéis de ouro no meio gospel? E os escândalos sexuais envolvendo certos "poderosos"?
                                   Cuidado com  o poder! Entendo que ele se manifesta naquilo que a pessoa faz bem. Exemplos: Poder artístico - É aquela pessoa que canta bem cuja música e voz agrada e alcança  muita gente. Poder de comunicação - É o pregador que tem sido bem sucedido na exposição do evangelho. Talvez a tua área seja negócios, administração, milagres...  Você esta indo bem? Vigie o coração!
                                    O poder deve estar embasado no amor. Caso contrário, ele servirá ao reino das trevas, ao Diabo e não a Deus. Portanto, poder  em amor não se corrompe. É poder que visa servir ao invés de ser servido, é poder que pensa no coletivo ao invés de só olhar para o umbigo é poder que visa dar todo louvor e toda a glória ao Deus Eterno.

Pense nisso!