sexta-feira, 9 de setembro de 2011

NATUREZA... QUE BELEZA!

"Só quando  a última   árvore  for  derrubada, o último  peixe  for morto e o último rio for poluído é que o homem perceberá que não  pode comer dinheiro."  (Provérbio  indígena)