sábado, 17 de dezembro de 2011

A Biblia e os extraterrestres (algumas perguntas)

                             Considero esse tema muito importante. E entendo que a igreja deveria aborda-lo com mais frequência. Além de ser um tema muito interessante, é também preventivo; porque se não houver um ensino que seja ao menos o básico à luz da Bíblia, certamente deixará o povo a mercê do engano que prolifera mundo a fora.
                               Tendo assistido e ouvido atentamente alguns  palestrantes e pesquisadores; vendo   alguns vídeos com documentários sobre o assunto vem em nossas mentes algumas perguntas:                                                                         
                               
                               1) ETs, Ovnis, extraterrestres, seres intergaláticos... do que se trata? 
                               2) O que a Bíblia diz sobre o tema?
                               3) Quem são os extraterrestres?
                               4) Desde quando eles vem (ou estão) entre a humanidade?
                               5) Eles querem dominar as nações da terra ou apenas ajuda-las com suas  grandes experiências e conhecimentos avançados?
                               6) Eles realmente podem copular (unir intimamente) com o humano?
                               7) Os gigantes da antiguidade (os nephilins) foram resultados dessa união?
                               8) Muito do que sabemos hoje a nível cientifico e tecnológico foi-nos passado por eles?
                               9) Qual a verdadeira intenção deles com a raça humana?    10) As visões que os profetas bíblicos tiveram (com seres estranhos e rodas de fogo girantes) tem alguma relação com o assunto?

                                    Eu sugiro que você invista um pouco do seu tempo assistindo o vídeo ao lado com bastante atenção e por certo aprenderá muito com o pastor Caio. Depois deixe seu comentário por favor.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

GANHA MAIS QUEM MANIPULA MAIS

                                 Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;  (Colossenses 2:8)

                                A manipulação é um expediente velho. Está presente no mundo desde a queda do homem. Defini-se a mesma como: "... controlar diretamente ou indiretamente um objeto, regra, animal ou pessoa para atuar de uma determinada forma de acordo com os desejos do agente manipulador." (Wikipédia).
                                  É lamentável, mas temos que admitir que no meio evangélico a manipulação tornou-se  a arma mais utilizada em nome de Deus para se fazer "discípulos" e arrecadar dinheiro.
                                   Os líderes dizem com voz suave ou aos berros (depende do estilo e temperamento dele)
                                 - "Estou sentindo uma unção  tremenda aqui. A presença de Deus é forte nesse lugar..."
                                 - "Irmãos, Deus me chamou... Deus me revelou... Deus me mandou..."
                                 - " Igreja, o mistério aqui é profundo... Estou todo arrepiado!"

                                Chega! não é preciso ir com mais exemplos. São frases sugestivas, cuja finalidade é criar a impressão de algo sobrenatural, transcendente e misterioso para que as pessoas ceda aos apelos e desafios do ofertório que virá sem tardar. Observe se não é assim? O apóstolo Paulo disse:
Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. (Romanos 1:16 grifo meu). Veja que não há nenhuma obrigatóriedade. É salvação doada a todos, porém, é para quem crê. E só crê quando se  entende; e só há entendimento quando o cérebro decodifica a mensagem. Posso dizer com todas as forças:  O Eterno abomina a manipulação! As coisas de Deus são espontâneas, regidas pelo amor e respeitando o principio da liberdade de cada individuo.
                                  Entendo que o que muita gente chama de igreja, culto e adoração por ai, não passa de engano. Eu agradeço a Deus por abrir meus olhos!
                                  Esteja tento às repetições prolongadas (falada ou cantada), gritos constantes , orações e mensagens, gestos espalhafatosos, choros descontrolados, revelações  "a torto e a direita". As vezes esses elementos podem produzir resultados de histeria em massa.
                                  Há um grande interesse em muitos líderes evangélicos, religiosos, políticos e empresarial no controle de massas. E para tanto se utilizarão das mais diversas estratégias de manipulação. Eles estão dispostos a jogar com o pensamento, sentimento e comportamento do povo. Não medirão esforços para dominar a vontade e mente dos indivíduos levando-os a agir como eles querem. Diga-se de passagem, o sistema tem tido muito sucesso no quesito manipulação; visto que dispõe de grande poder e controle sobre a sociedade. Permita-me dar algumas dicas para resistir a manipulação:
 1 - Não permita que desviem sua atenção de problemas ou temas importantes (seja social ou religioso) para informações insignificantes ou sem importância. Isso pode ser uma estratégia para entreter  você. O objetivo é  fazer com que você não  pense em problemas   reais e distraí-lo com coisas bobas.
2 - Cuidado com o apelo emocional - Essa é uma maneira de "queimar" a análise racional. Visa tirar o senso crítico do ser humano. Você deve saber que na base da emoção pode-se implantar idéias, heresias, paranóias, medos, etc.
3 - Cuidado, não aceite a mediocridade - Querem que consideremos como fixo o fato de ser idiota, vulgar e inculto. 
4 - Não aceite a ignorância - Busque o por que, questione os métodos e o estabelecido. Veja quais as razões não vá aceitando tudo de pronto.
5 - Cuidado com a teologia da submissão incondicional - Submissão  no  Senhor é inteligente; não há medos e receios. Porém, alguns líderes estão se apoderando das almas dos homens. Isso é maligno.

             Precisamos vigiar e orar e termos cautela com mensagens, músicas, ensinos, propagandas, etc. É preciso saber ouvir. Como disse Paulo: "Tende cuidado..."
Nele, que nos chamou para liberdade.
Josenildo.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O OUTRO EVANGELHO

E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.(Mateus 24:14)

Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. (Galatas 1:9)

                                 Há um  " outro evangelho" sendo pregado no mundo. É um evangelho que atrai público, que dá ibop, casa cheia e grande audiência. Aqueles que o anuncia ficam famosos e se não enriquecerem, no mínimo, ficam bem financeiramente.
                                    Esse  "outro evangelho"  fala do que? qual é a sua proposta? Quem é a figura central dele?  O que ele tem produzido na alma das pessoas?
                                    
                                      Bem, esse "outro evangelho" é pernicioso, perigoso e maligno. O apóstolo Paulo disse que os anunciantes do  tal evangelho fossem amaldiçoados (disse Paulo:  seja anátema = amaldiçoado). Ele disse assim porque percebeu a sabotagem  dessa  mensagem , o estrago que  estava causando e  somos testemunhas  da miséria que causa ainda hoje, bem como o desvio óbvio da verdade de Cristo. O tema principal dele é dinheiro, ou seja, prosperidade financeira ou coisas correlatas como: casa própria, empresa, carrão, etc. O mecanismo para tanto são as campanhas com os mais variados títulos: Derrubando as muralhas de Jericó, Portas abertas, Derrubando gigante, Conquistando a terra que mana leite e mel, etc. 
                                     Eu falava sobre isso na curso de teologia e uma aluna disse: - "É pastor, se os pregadores não falar sobre prosperidade  e bênçãos o povo não vai, o local da reunião fica vazio." Essa é uma triste realidade. Porém, tem muita gente sendo despertada, as escamas dos olhos estão caindo e buscando o verdadeiro evangelho. 
                                     É uma ilusão, ou por que não dizer: uma maldade; utilizar-se de temas relacionados a bênçãos como chamariz para "fisgar" o povo. Isso é se aproveitar da simplicidade humana e desgraça alheia. Na verdade é isto o que muitos pregadores estão fazendo usando e abusando da boa fé dos crentes. E digo mais: Bênçãos não firmam pessoas na igreja e não os levam necessariamente a Deus.
                                      Outro mecanismo muito utilizado nas igrejas é o "sentir Deus". Pouco se ensina da palavra. Trabalha-se muito a emoção e gritam: "Receeeeeeeba! mais de Deus... receeeba! a unção... receeeba... receeeba..." O importante é sentir a unção, arrepiar-se, tremer, cair no chão. Tem que ter movimento - Sentir Deus ou unção para a maioria pentecostal e new-pentecostal é isso ai.
                                       Eu creio nos dons espirituais e manifestação do Espírito Santo. Não O limito no Seu agir; Ele é soberano. Todavia, o que tenho visto acontecer em muitos lugares chega a ser bizarro e patético. Um dos motivos de tudo isso  está acontecendo é que a liderança gospel na sua grande maioria não está interessada em desenvolver a consciência do Evangelho do Reino nas pessoas. Eles querem é desenvolver estratégia de como ter um bom público na próxima reunião para obter uma ótima arrecadação. Esses "ministros" mais desconstroem do que edificam, mais adoecem do que curam a alma do povo. Suas ministrações ensinam as pessoas a barganhar (negociar) com Deus, pedir bênçãos e buscar revelações que satisfaçam o ego.
                                       O "outro evangelho" vem proliferando mais e mais como uma praga ruim. São poucos os pregadores do Evangelho do Reino hoje em dia. Tenho compaixão das ovelhas desses ministros enriquecidos com mansões, jatinhos e dando shows enquanto as mesmas vivem abandonadas, até passando fome e ainda assim sendo coagidas a dizimar e ofertar do sofrido e suado salário que lutam para obter no final do mês.
                                       O Evangelho do Reino é simples, é puro, é verdadeiro, é poder de Deus, é motivado pelo amor e não pelo dinheiro. Este evangelho coloca tudo em seu devido lugar (Deus é o Senhor e soberano; o homem é pecador , mortal  e salvo pela graça;  o Diabo é anjo caído e condenado). 
                                        Posto isso, ouso concluir dizendo: Creio que uns dos motivos de  o fim ainda não ter vindo é que o evangelho pregado até então é o "outro" - o sabotado, o falsificado, o misturado e contaminado. Mas Deus tem reservado os seus profetas  legítimos que não se  prostraram perante Mamon. Estes pregarão o Evangelho do Reino sem pretensões outras que não seja conduzir vidas à verdade - e então virá o fim.
                                     
                                   

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

MUSICAL EVANGÉLICO NA GLOBO

                                            "Você adora, a Som Livre toca" 
                                                    (Gravadora Som Livre)

É comunicado pelas redes sociais que a tv Globo está planejando para o ano que vem (2012) um programa musical de linha evangélica a fim de colocar em sua grade de programação.
É notório que nas  últimas décadas a música evangélica no Brasil tem se projetado de maneira considerável na sociedade obtendo grande aceitação . Os executivos "global" já estão mais do que convencidos que é rentável investir nesse negócio de adoração da igreja. Aliás, a gravadora Som Livre (ligada a Globo) faz uma chamada quando divulga os cds e dvds evangélicos dizendo: "Você adora, a Som Livre toca." 
Os homens de negócios sabem que o retorno é certo. Os "grandes" nomes da música gospel já deram mostras que o negócio é bom ao terem gravado nela.
     Dá para ficar feliz e comemorar por essa noticia?
Eu penso que é mais coerente ser cauteloso quanto a esse fato. Não recomendo nenhuma festa em função disso. Digo o que digo porque verificando  a situação espiritual da igreja brasileira bem como o nível de consciência do evangelho ser tão raso e superficial; só nos resta orar pedindo a Deus misericórdia.
      Acho preocupante quando as coisas santas, os dons e ministérios se profissionalizam. Penso que é questionável quando a gente prega, ensina ou canta para se fazer dinheiro.
        Na verdade é isso que a Som Livre quer dizer: " Pode cantar e dar shows  que nós vendemos o produto de vocês." A final de contas o público alvo (os evangélicos) é fiel, pois sabemos que corresponderá com os patrocinadores visto que estes pagarão caro pelas propaganda e  divulgação no horário.
         Mas, voltando sobre consciência rasa do evangelho, o que os cantores vão cantar lá? Será que entoarão as musiquinhas de sempre que falam  a Deus para Ele: "restitui, eu quero de volta o que é meu...", "Quem ti viu passar a prova e não ti ajudou, quando ver você na bênção vai se arrepender..." ou "tem fogo aqui, tem fogo ali"?
          Se essa turma for lá  somente para  cantar essas coisas que já sabemos, certamente pouco se produzirá nesta nação em termos de impacto do evangelho puro e santo. Portanto, o Brasil continuará do mesmo jeito: mergulhado no engano, corrupção, miséria, feitiçaria (por sinal, a Globo entende bem de feitiçaria; os  filmes e novelas são recheados disso). 
             Por certo, o musical dará grande audiência a emissora e os evangélicos dirão em tom triunfalista de sempre que Deus está exaltando o Seu povo na terra. Mas, aqueles que andam atento, não esquecem as piadas que a dona Globo fez e faz com Deus e sua Palavra, bem como o preconceito com os evangélicos nos personagens representados nas novelas; em que os mesmos são fanáticos, loucos e desvairados. Logo, não cairá nessa conversa bonita de "você adora a Som Livre toca." 
               Sabe, o importante é que nossa adoração toque o coração do Pai Eterno e produza  cura, fome e sede de Deus nessa terra brasileira tão sofrida e explorada; ao invés de ser tocada na globo para o povo ver que nos profissionalizamos musicalmente, porém, na realidade e na verdade:  estamos precisando mais de Deus, obrigado!   (Desculpe-me o trocadilho) .

Medite com carinho

Nele,  que  procura verdadeiro adoradores
Josenildo.

                                          



domingo, 30 de outubro de 2011

SEDE DE PODER

                              Poder espiritual, poder mental, poder político, poder monetário, poder... A igreja foi incentivada ao longo da história a buscar o poder do Espírito Santo - o que é bíblico e cuja a meta é glorificar a Deus. Porém, quando falamos de poder aqui não queremos nos restringir ao poder-unção .  É  válido uma análise abrangente sobre o tema.
                               Você já observou como o poder é buscado de forma tão ávida pelo homem?  Mas,  para que o poder? Qual o objetivo em possui-lo?  Qual a motivação de tê-lo?
                                O que o poder dá?  Certamente ele concede muitas coisas como:   notoriedade, fama, regalias, múltiplas escolhas, acesso a vários locais, trânsito-livre, autoridade e por diante... O poder torna quem o possui um deus. O Diabo disse a Eva "...sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal." (Gen. 3:5). Puxa vida! Ser como Deus? Ser Poderoso... Eu quero isso! Por que não? Quero poder. Não foi com essas palavras, mas, Adão e Eva optaram por experimenta-lo.
                              Entretanto, a   humanidade tem provado desde o principio que não sabe lidar com o poder. É uma questão de coração. O coração do homem é desesperadamente corrupto. Uma coisa é quando um irmão é levantado a diácono, e  outra bem diferente é quando em seguida ele é   ungido a pastor (muitas vezes  seria melhor deixa-lo  um ótimo diácono;   visto que quando  tornou-se  pastor ficou um sujeito péssimo). Muitos dirigentes de louvor cantam com paixão nas grandes reuniões onde reúne uma multidão. Mas não se dispõem a ministrar o louvor no culto em um lar porque lá só tem uma meia dúzia de gente.
                                  Seja sincero, para que você quer tanto dinheiro, título, cargo, diploma, unção, dons, empresa, igreja para pastorear...?
                                   Devemos ter em mente que o poder pertence a Deus! O poder em nós é de Deus. Portanto, chega de tanto exibicionismo e vaidade. Fico indignado com tanta gente "tirando onda" (perdoe-me a gíria) por serem usados com os dons do Espírito Santo. Esses "ungidos" tem atitudes arrogantes porque o poder lhes sobe a cabeça.
                                   Note que é comum nos grandes "poderosos"  a megalomania (mania de grandeza). Eles tem de expressar o poder de uma forma ou outra.  Constroem palácios, torres, templos, pontes, viadutos, estátuas, etc. Querem ser admirados, vistos, aplaudidos, lembrados. Veja a história dos reis, faraós, Césares e dos Herodes. Outra coisa: os "poderosos" se consideram os "tesudos(as)" do pedaço. Só pelo fato de estarem exercendo algum tipo de influência  seja espiritual, política, monetária... É muito comum que eles tenham vários casos amorosos. Sentem-se como que irresistíveis e dominantes. Já observou  a mania dos anéis de ouro no meio gospel? E os escândalos sexuais envolvendo certos "poderosos"?
                                   Cuidado com  o poder! Entendo que ele se manifesta naquilo que a pessoa faz bem. Exemplos: Poder artístico - É aquela pessoa que canta bem cuja música e voz agrada e alcança  muita gente. Poder de comunicação - É o pregador que tem sido bem sucedido na exposição do evangelho. Talvez a tua área seja negócios, administração, milagres...  Você esta indo bem? Vigie o coração!
                                    O poder deve estar embasado no amor. Caso contrário, ele servirá ao reino das trevas, ao Diabo e não a Deus. Portanto, poder  em amor não se corrompe. É poder que visa servir ao invés de ser servido, é poder que pensa no coletivo ao invés de só olhar para o umbigo é poder que visa dar todo louvor e toda a glória ao Deus Eterno.

Pense nisso!
                                  

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

NATUREZA... QUE BELEZA!

"Só quando  a última   árvore  for  derrubada, o último  peixe  for morto e o último rio for poluído é que o homem perceberá que não  pode comer dinheiro."  (Provérbio  indígena)

segunda-feira, 11 de julho de 2011

PÚLPITO: TRANSPIRAÇÃO OU INSPIRAÇÃO?

                  Eu tenho visto alguns dvds de certos pregadores tidos como pregadores "Tops" no mundo gospel brasileiro e internacional. Analisando-os com atenção em suas práticas me veio alguns questionamentos. Vou mencionar aqui alguns dentre muitos outros:

                 1) Eles transpiram demais. Por que tanto suor? Será que os mesmos tem problema de saúde? Não estou me referindo a todos, obviamente... Mas, é comum entre eles o uso de toalhinhas; e haja transpiração! Será nervosismo?
 Será tensão? Será o ambiente pouco ventilado?
                  Tenho aconselhado aos meus alunos do curso de teologia, que se precisarem limpar o suor quando estiverem expondo a Palavra que usem um lenço de forma discreta.
                  É natural que o preletor transpire, todavia, observo que tem ocorrido exageros da parte de certos "conferencistas". E haja gritos! haja berros! Eles são bem inquietos no púlpito; parece-me que querem se superar ou imprecionar o público com gestos enérgicos, pulos, cara feia e movimentos excêntricos. E haja transpiração!
                 2) Interessante: Os que menos transpiram nesses dvds, tem mais conteúdo, mais profundidade  bíblica, teologia mais coerente e hermenêutica mais sadia. Suas mensagens são  reflexivas e naturalmente ungidas.
                  Nos evangelhos é muito comum o relato de Jesus pregar sentado. (Mateus 5:1,2 e 13:1,2). Não consigo ver o meu Mestre pregando todo espalhafatoso...
                  Paulo tinha  por objetivo a manifestação do Espirito em suas preleções. Não estava preucupado com 'performance' que impressionace as pessoas. (I Cor. 2:1-5).
                  A história da Igreja relata de pregadsores usados por  Deus de forma maravilhosa. Contudo, isso ocorria na maior simplicidade. Jonatas Edwards, pregou sobre "Pecadores nas mãos de um Deus Irado". Diz a história que ele lia o sermão (folha por folha) e as pessoas choravam, tremiam, gritavam por misericódia e algumas até caiam ao chão... Porém, ele não forçou uma situação. Devo repetir: Ele lia o sermão. Por que hoje só dá IBOP quem prega sem ler nada e mexa (agite?) o povo. É porque tem gente que gosta de "movimento" e "excitação". 
                  A igreja tem esquecido que  o importante é que o Espirito toque os corações. Como faz falta em nossos cultos os pregadores inspirados e verdadeiramente usados por Deus.
                  Nos preocupa nessa  era de engano e forte jogo de marketing, dos shows gospel, pregadores e cantores estrelas; onde o que vale é performance e não o conteúdo e vida comprometida com o Reino a inconsistência nos sermões e falta de vida.
                  Estou cansado de ver tanta pantomima, ouvir gritos e berros sem sentido, chega de tanta histerias e mensagens que leva a nada e a lugar nenhum. Perdoe-me a redundância.
                  Chega de pregadores apenas suados. Precisamos é de pregadores inspirados pelo Espirito Santo, pois é dEle que vem a graça, o fogo, o toque de Deus e o avivamento que tanto  precisamos e buscamos!
                   Quem vive o evangelho e sabe o que é em Cristo não precisa se superar no púlpito para tentar provar algo a alguém; porque quem é,  simplesmente é!   E  pronto!
                    As palavras, os gestos, os movimentos e expressões de quem vive Cristo fluem naturalmente com graça, autoridade (muitos a confunde com grito e não é), educação e sabedoria.
                    Que o doce Espirito que é Santo e Nobre levante nessa geração pessoas simples, humildes sem ambição de se aparecer e dispostas a pregar a Palavra da Verdade nesses tempos do fim  tão cheio de pregadores aos berros e suados porém, para nossa tristeza: vazios de Deus.
          

terça-feira, 21 de junho de 2011

UM DESPERTAMENTO PARA QUEM VIVE UMA ERA DE ENGANO

                         Disse Jesus: " Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa  da sua alma? (Mateus 16:26).
                           Eu lí esse texto ABAIXO, e quero compartilhar com você. Leia-o com atenção.

                        ''Nós bebemos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordado até muito tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com DEUS. Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.
                         Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio. Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquissimas melhores. Limpamos o ar, mas poluimos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.
                         Construimos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.
                          Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias. Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 'delete'.
                          Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre. Lembre-se de dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.
                          Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito. Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre.''


                         Eu resolvi transcrever esse texto de George Carlim para sua reflexão. Creio que é tempo de despertamento e sobretudo vivermos o Evangelho puro e simples de Cristo. Devemos ter cuidado com essas fórmulas mágicas que tem sido pregado  em muitos púlpitos  por ai. Vamos viver o evangelho real?
                        Um beijo e um abração pra você na graça e paz do Senhor.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Analfabetismo funcional e evangelho: Apenas uma teoria

Analfabetismo fucional e evangelho: Apenas uma teoria




Eu tenho uma teoria. apenas uma teoria... não doutrina. Posso?

Minha formação acadêmica é de professor (o que não é grande coisa no Brasil, eu sei disso). Hoje já não atuo mais como docente, mas na coordenação acadêmica em um Instituto Federal, que por ser federal, dispõe de muitos recursos que outras instituições públicas (estaduais e municipais) sequer imaginam ter, mesmo na próxima década. Mas também trabalhei em lugares bem mais, digamos, acanhados... e por isso, apenas por isso e mais um monte de leitura especializada que me apoia... posso pensar nessa teoria.

O problema fundamental da igreja (as pessoas que são corpo), certamente é o afastamento do Evangelho apostólico para um evangelho humanista. Mas, junto a isso, outros problemas são associados.

Pesquisas brasileiras, apontam que 75% dos brasileiros são analfabetos funcionais (você pode ler sobre estas pesquisas clicando aqui e aqui, não as tirei da minha cabeça). Trocando por números mais palpáveis, significa que a cada 4 brasileiros, 3... sim, TRÊS, são analfabetos funcionais (em diferentes graus, é claro). Isso significa também, que dos 190 milhões de brasileiros, 142 milhões são analfabetos funcionais.

Ora... mas o que isso cara pálida?

O analfabeto funcional é uma pessoa que consegue decodificar os sinais (letras), ler frases, textos e palavras, mas, não consegue interpretar. Falta-lhe a habilidade de interpretação de textos, que adiquire-se com a prática da leitura e aprofundamento de estudos, duas coisas pouco usuais na sociedade ocidental tupiniquim. Lê-se pouco e investe-se mais em cirurgia plástica que em educação.

Assim, não por culpa deles... mas do ensino no Brasil que é precário... e dependendo das cidades, longe dos grande centros urbanos, tal analfabetismo atinge inclusive o ensino privado. A maioria dos professores brasileiros possuem apenas a formação básica de sua profissão (graduação), e milhões de brasileiros sabem ler, mas não entendem o que lêem.

O mesmo ocorre dentro da igreja, afinal, são os mesmos brasileiros. A Bíblia tornou-se chata, cansativa e complicada. Sim, isso é falta de uma vida espiritual e sim... isso é apostasia... mas também, menos importante mas com alguma importância... líderes evangélicos descobriram que não é preciso se dedicar muito ao estudo da Palavra e no conhecimento do Santo Deus, porque seus seguidores também não o fazem... pelo contrário, esperam que alguém faça por eles... esperam que outro decodifique e interprete.

Desse modo, a pregação ilustrada com muitos contos humorísticos, fatos do cotidiano, performances e malabarismos, "atingem" objetivos que um pregação fundamentada na Palavra não atingiria... pois poucos entenderiam o que se diz.

Esse texto não é... e também é ao mesmo... uma auto-defesa. Nós que regularmente escrevemos e publicamos textos na internet percebemos, a cada dia, uma piora no fazer-se entender. A cada texto que escrevo, percebo a constante necessidade, não de adaptar o texto, mas de construí-lo de forma que o que escrevo possa ser entendido por qualquer um... por este motivo é que não uso o twitter, por exemplo, pois numa sociedade assim, 144 caracteres me parece, como educador, algo absurdo.

No entanto... suspeito... que muito em breve, 144 letras serão muito... e nos comunicaremos apenas com algumas onomatopéias.

Maranata Jesus!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

A POMPA GOSPEL E A SIMPLICIDADE DE CRISTO

                "Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos e se apartem da simplicidade que há em Cristo." (2 Cor. 11:3)

                   O que o apóstolo Paulo temia ou previa com relação aos crentes em Corintos, vemos cumprindo-se em nossa geração . A mesma serpente que enganou a Eva, continua corropendo os sentidos de muitos no meio evangélico para se apartarem da simplicidade do evangelho de Cristo.
                   A Proposta da pregação na igrejas de hoje é para que tehamos uma vida próspera. A idéia é que crente tem que "estar por cima e não por baixo" e por ai vai... com textos bíblicos que lhes são convinientes. Geralmente a pregação é sempre triunfalista, estérica, mistica ao extremo, fantasiosa e portanto
falsa.
                 Não estou aqui fazendo defesa a miséria e ao derrotismo. Porém, vejo que existem   problemas sérios na teologia da prosperidade. Problemas esses que não estão na prosperidade em si, mas, na teologia.
Ou seja, no ensino de alguns " mestres" que na verdade visam seus bolsos arrancando grana dos crentes que pouco sabem de Biblia, logo, pouco discernimento possuem.
                 Ter posses, bens e dinheíro é bom; não há nada de errado quando adquirimos coisas com trabalho e dignidade. O questionável é que para se prosperar  segundo esses ungidos você tem que semear até "sacrificialmente" de preferência no ministério deles para que tal benção seja "desatada". O que muitos estão fazendo com o povo evangélico é mais que covardia; é diabólico!
                 É assim que estamos. Vivemos o evangelho do carrão, da casona, das roupas de marca, dos títulos, dos shows, da pompa, do luxo e status. A ênfase que mais se dá nas falas é em ter independente do ser nas mensagens, nas músicas, campanhas e orações. O deus da igreja atual tem fome insasiavel por dinheiro.
                  A questão é: se "o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males." Por que a igreja  suspira por dinheiro? Percebemos que isso não vai dar em coisa boa. Aliás, a história já provou que o fim disso é trágico.
                   Precisamos de dinheiro para sobrevivier, mas, sei que não podemos viver para o dinheiro. Muitos cultos e congressos são voltados especialmente para o ter. O ofertório é o momento alto desses "eventos".
                   Deus está permitindo tudo isso para provar corações. A igreja está demonstrando que o seu coração não está em IAVÉ O ETERNO, porém, em Mamom.
                   Os líderes espirituais de hoje (na sua grande maioria) não pode dizer como Pedro e João: "Não tenho ouro nem prata; mas em nome de Jesus levanta e anda." Mas podem dizer: Tenho grana, anéis de ouro, muitas posses e etc. Todavia, não podem dizer: "Levanta e anda" porque não tem.
                   O amor tem se esfriado em nosso meio, a adoração sincera e verdadeira está diminuindo consideravelmente, a oração fervorosa e pura quase não se ver. Por que isso? Porque nas reuniões  e nosso ambiente não há mais espaço para isso. As reuniões da igreja  são dedicadas aos testemunhos das "bençãos", as músicas falam de "conquistas", as pregações só estimula o povo pro aqui e agora.  E por fim, vem o levantamento da o f e r t a (e dê o seu melhor!)
                  É tempo de gemermos diante de Deus e falarmos contra essa situação. Estou decidido a viver da simplicidade que há em Cristo. Tendo ou não tendo as coisas; mas, sobretudo sendo NELE!

                                                         E você?

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

SE O CAVALO SOUBESSE...

                          "O cavalo prepara-se para o dia da vitória..." (Provérbios 22:31)
                
   No mundo animal o cavalo se destaca pela sua força, imponência e velocidade. É admirável que o homem o domina, o adestre e o controle. Deus determinou no ato da criação: "... e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra." (Gen. 1:28)
                   O domínio e governo do homem sobre a criação é fantástico! Temos até abusado da natureza com nossas conquistas e construções gigantescas. Nossa geração digital comemora os avanços científicos e tecnológicos. Mas será que estamos dominando mesmo? Aproveitamos a força da água para gerar energia elétrica, bem como aproveitamos a energia solar e do vento. A pergunta continua: Estamos dominando mesmo?
                     O que me preucupa é que o homem do século XXI tem se desapercebido quanto ao poder da fé em Deus. Vejo pessoas desanimadas, cansadas, apáticas, tristes e desmotivadas. Desistiram de sonhar e até de viver. Parece que não acreditam mais; tornaram-se céticas, amargas e murchas. Vivem esperando " no que vai dá lá pela frente." Elas são do tipo: "deixa a vida me levar..." Não é interessante que o ser que tem o poder de governar a criação não consiga governar sua própria vida e fique a mercê do acaso?
                      Tenho visto gente sem projeto, sem sonho e perspectiva. Vivem sem propósito, desnorteadas e desgovernadas. E o mais assombroso de tudo é que muitas dessas pessoas estão dentro das igrejas. Elas pautam suas vidas em emoção e fantasia. São estimuladas por um evangelho ilusório, falso e superficial.
                       O Senhor Jesus nos ensina: "Tende fé em Deus. Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito." ( Marcos 11:22-23 grifo meu).
                        O Senhor Jesus nos adverte sobre a importância da fé. Mas, o que não é fé? Respondo: Não é emoção e arrepios. O que é fé? Respondo: É certeza, é convicção. (Hebreus 11:1).
                         Precisamos caminhar com fé (convicção). Tendo projetos ousados, sonhando grande e sendo pessoas entusiasmadas. Podemos nos abater por algo que acontece conosco, porém, viver o tempo todo abatido é pecado, é render-se a dificuldade ou inimigo.
                         Se comprometa com o sonho que Deus ti deu e Ele ti ajudará, guiará, apoiará e fará até milagres a teu favor. Porém, é necessário que você se comprometa, ou seja, tenha fé viva Nele!
                          O que isso tem a ver com cavalo? Bem, se o cavalo soubesse da força que tem não deixaria ninguém montar nele. E se nós soubéssemos do poder da fé não deixaríamos as circunstâncias, adversidades e diabos nos dominar. Portanto, avance! Você é mais que vencedor!